Vamos criar novos líderes?

Claudia Mardegan
Head de Design
,
RD Raia Drogasil
UPDATE:

A pandemia mudou tudo em 2020.
Por isso este artigo foi revisitado por quem escreveu em entrevista para o UXNOW com apoio da Deeploy.me

Imperdível!

Ouça este artigo

Artigo narrado por quem escreveu!

Se você não entende de pessoas, então você não entende de gestão. — Simon Sinek

Há não muito tempo atrás o líder era conhecido como aquele que detinha todo poder, mandava e quem não queria perder o emprego obedecia. Mas em pleno século XXI este tipo de liderança já não tem tanto espaço, o líder de hoje precisa aprender a liderar a cada novo dia.

Não é segredo para ninguém que o design vem crescendo cada vez mais e mais, nesse ano de 2019 vi pela primeira vez empresas que jamais tinham pensado em design, montando times enormes e apostando todas as fichas em nós.

Com isso, automaticamente precisamos de novos líderes. Mas será que nossa área está preparada pra ter essa cadeira na mesa?

Cada dia que passa eu percebo o quanto essa posição é complexa, não basta mudar o cargo no LinkedIn e pronto, agora você virou design lead.

Vai muito além disso, e não tem receita de bolo, não existe uma fórmula secreta onde você seguindo e vai se sair bem.

Precisamos entender que a liderança, antes de ser um papel corporativo é um papel social. Quando você desenvolve alguém, você desenvolve a pessoa como um todo. E isso exige um enorme esforço em adaptação, visto que os seus liderados estão em constante evolução e que toda vez que entrar um liderado novo no time você precisa entender e formar essa pessoa.

Precisamos pensar em formar novos líderes!

A liderança é construída, conquistada, e precisa de manutenção.

E para ter sucesso nisso você tem que exercer a influência. O exemplo não é a melhor forma de liderar, é a única.

Já vi esse cenários inúmeras vezes, o time não respeita o líder que quer liderar a base do, faça o que eu digo, é assim e pronto, não respeita o líder que não topa estar junto na hora que precisa, não respeita o líder que não coloca a mão na massa quando precisar.

Se olharmos para o futuro da liderança tudo tem a ver com soft skills.

Já estamos discutindo a liderança 4.0

Na liderança 4.0 se destacam 2 grandes fatores.

1) Estilo de gestão compartilhado e engajado

Tenho certeza absoluta que não sou a melhor designer que existe e to bemmmm longe disso. Mas saber montar times que jogam junto é arte que aprendi pela dor. Pela dor porque já fiz parte de times onde cada um jogava por conta própria e sei que é mais difícil evoluir e trazer resultado para empresa assim.

O time saber o propósito de estar ali e as pessoas se identificarem com isso é super importante! No entanto isso ainda não nos leva a ter de fato um time que joga junto.

Exemplo disso: em um jogo de futebol para crianças, todas sabem o propósito, todas querem ganhar e fazer gols. E o que acontece na prática? Todo mundo quer chutar a bola, chutam as canelas, pro lado errado, sem estratégia, mas todas tem a mesma vontade de vencer.

Em um time de alta performance temos uma comunicação muito clara e eficiente e compartilhamos TUDO!

O que deu certo, o que deu errado, o que deu muito errado, o que estamos fazendo, mas além disso, fazemos junto. Criamos o senso de ownership e isso leva o time ao engajamento. É papel do líder facilitar a comunicação, fazer com a solução seja compartilhada.

2) Comunicação ampla e transparente

A base da liderança é uma comunicação planejada.

Se você for pegar na história todos os líderes (Bons ou ruins) tinham uma comunicação bem efetiva.

A comunicação vai estar presente em 99.9% da sua atuação como líder.

Não é nem um pouco fácil, se você só elogiar seus liderados, eles não vão se sentir desafiados, se na hora do feedback construtivo você não usar as palavras certas, eles podem não confiar mais em você.

Então sim, essa é a parte mais difícil de todas, mas também a mais gostosa.

Você já teve um cenário onde um funcionário estava pisando na bola, deixando a desejar e todo mundo vindo reclamar dele para você? Isso quando não te colocam na parede pedindo a cabeça da pessoa. Como ter um one to one com essa pessoa?

No começo eu ficava uns 2 dias estruturando a conversa, pensando em como a pessoa poderia reagir, quais fatos eu poderia levar para exemplificar os problemas. Isso me matava por dentro… mas me ajudava muito a não falar besteira, a estar embasada nos meus comentários.

Ainda não era o suficiente, eu não saía dali feliz. Hoje eu faço a mesma coisa, mas coloco um ingrediente a mais: o fator humano. Começo a conversa perguntando se ta tudo bem na vida dele, se tem algum problema pessoal que possa estar afetando. Sou transparente nas minhas emoções, digo o que está passando na minha cabeça, e como aquilo também é difícil para mim, sem ladainha. Que tá todo mundo aprendendo, mas que para eu poder ajudar a pessoa precisa estar disposta a mudar. Conclusão, meus one ones nunca mais foram os mesmos. E como é bom sair de um papo que era pra ser super pesado, e no final a pessoa dizer, obrigada pela sinceridade, eu precisava disso.

Mas como falar disso sem falar da experiência?

Sinto muito dizer, mas para conseguir lidar com todos os problemas que vão aparecer, você precisa ter uma certa quilometragem. Não tem como você gerir pessoas com 3 anos de experiência. #prontofalei

Se pensarmos que segundo relatório do Fórum Econômico Mundial em 2022 as competências mais exigidas vão ser:

  • Pensamento inovador e analítico
  • Aprendizado ativo e estratégias de aprendizado
  • Iniciativa e criatividade
  • Pensamento crítico
  • Liderança e influência social / Gestão de pessoas
  • Inteligência emocional
  • Resolução de problemas complexos

Entre outros, o que estamos fazendo hoje para formar o líder de amanhã ? Quase todos os itens dessa lista são soft skills.

Liderar não é algo fácil, precisa de bastante dedicação. No começo pode parecer frustrante, você não tem um entregável no final da sprint. É como colocar um tijolinho por dia… Mas no final você constrói um castelo. O líder moderno precisa de determinação para atingir os resultados, e com todas essas exigências surge um novo tipo de líder.

O líder servidor

Além de todas as habilidades técnicas, o líder do futuro é o tipo de líder que tem mente aberta para quebrar paradigmas, valoriza ideias e opiniões. Sabe ouvir o time e sabe que ter muito mais ideias na mesa além de incentivar a inovação e a criatividade, estabelece uma cultura colaborativa.

O líder servidor tem a capacidade de influenciar, incentivar e engajar a todos. Claro que para isso o time precisa confiar em você.

Assim como citado acima, a Comunicação ampla e transparente e o estilo de gestão compartilhado e engajado da liderança 4.0 tambem estão presentes no estilo de gestão do líder servidor.

Para mim o ponto que mais se destaca e tem tudo a ver com o que eu defendo é que o líder servidor identifica e prepara outros líderes servidores.

Os lideres servidores em grande parte, aprenderam a liderar vivenciando muitos casos de abuso de autoridade, e com isso aprenderam o como não fazer. Por isso buscam sempre identificar e preparar outros líderes, para que esse novo estilo de gestão se multiplique.

O que eu espero da liderança em design em 2020?

Espero que os líderes de hoje estejam olhando como estão formando novos líderes. Espero que consigamos ser mais estratégicos, e dividir o olhar do usuário com o olhar do negócio também. Espero que mais líderes consigam sentar na mesa de decisão, mas que eles tenham estudado e se preparado para estar a li :)

Você só é líder se tem alguém que te segue, influência é a palavra.

Se quiser saber mais sobre liderança 4.0 aqui tem alguns artigos interessantes:

Liderança 4.0 - Descubra as principais características de um líder 4.0
Para se manterem competitivas e destacadas no mercado, as empresas precisam estar à frente do seu tempo. Precisam…www.crbasso.com.br

Liderança 4.0 - Será que está preparado?
Numa era cada vez mais tecnológica e plena de complexidade, os desafios a uma liderança eficaz são mais do que muitos…www.blog-lideranca.pt

As 8 habilidades do líder 4.0
Confira quais são os diferenciais da liderança na era da indústria 4.0, conforme o livro Gestão do amanhã, de Sandro…experience.hsm.com.br

Quais as características de um líder servidor no século XXI?
O líder destes novos tempos que busca a excelência em sua profissão precisa aprender a liderar a cada novo diaadministradores.com.br

Não perca novos artigos no site e no podcast!
Não quero mais ver isso
Patrocinado:
Dados computados com sucesso!

(Essa mensagem não foi escrita por um UX Writer)
Vixi Maria! Algo errado não está certo...

Pode tentar de novo?

Se não conseguir, pode memandar um email que eu coloco seu nome da neswletter nem que seja na base do papel e caneta!

Vitor Guerra
vitor@pulegada.com.br
Claudia Mardegan
Head de Design
,
RD Raia Drogasil

Claudia Mardegan é Head de Design e inovação na RD (Rede Droga Raia, Drogasil e Onofre). É professora de Design na Mergo e na Tera, e também é local lead do IxDA. Participa ativamente da comunidade de Design de SP. É formada em Design Digital e tem MBA em Gestão de TI, trabalha há 14 anos como Designer.

A história por trás do Design 2020, via Design Team

Reflexões sobre desenho de experiências com Inteligência Artificial e voz

Melina Alves
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Melina Alves

Projetar para durar. Uma análise crítica da nossa profissão e dos produtos que projetamos

Filipe Landu Nzongo
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Filipe Landu Nzongo

Uma visão holística de Acessibilidade, UX e Dados como soluções que atendam a todos

Liliane Claudia
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Liliane Claudia

Os desafios da pesquisa compartilhada

Desirée Sant'Anna Maestri
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Desirée Sant'Anna Maestri

Escolhi ser designer no Brasil, e agora?

Bernardo Carvalho Wertheim
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Bernardo Carvalho Wertheim

O Design System nasceu! E agora? Como manter ele funcionando?

Thaise Cardoso
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thaise Cardoso

Indo além das boas práticas de User Experience Design

Rafael Miashiro
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Rafael Miashiro

Por que você precisa fazer a lição de casa

Mao Barros
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Mao Barros

UX das Coisas: IoT, design e tecnologia na era dos dados

Thiago Barcelos
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thiago Barcelos

Seu produto é honesto com o usuário?

Flávio Pires
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Flávio Pires

A importância de UI Design em um produto digital e a sua relação com UX

David Arty
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
David Arty

Designers em (form)ação

Thiago Esser
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thiago Esser

Empreendedorismo feminino em UX Design

Patricia Prado
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Patricia Prado

Desenhando para gigantes

Fares Hid Saba Junior
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Fares Hid Saba Junior

O bom design começa dentro de casa

Rodrigo Peixoto
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Rodrigo Peixoto

O Design está morto. Longa vida ao Design!

Al Lucca
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Al Lucca

Aprenda a atender expectativas e nunca mais (ou quase) lide novamente com frustrações!

Marcelo Sales
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Marcelo Sales

O choque das gerações para a liderança de design

Rodrigo Lemes
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Rodrigo Lemes

Mais atividades, mais designers (e mais dificuldades)

Guilherme Gonzalez
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Guilherme Gonzalez

O iminente estouro da bolha de UX

Thomaz Rezende Gonçalves
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thomaz Rezende Gonçalves

Você não sabe nada

Bruno Rodrigues
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Bruno Rodrigues

Formação e organização de times de Design

Victor Zanini
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Victor Zanini

Acessibilidade com foco no usuário

Elias Fernandes
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Elias Fernandes

O papel do designer está um pouco amassado. Como ele estará no futuro?

Caio Calderari
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Caio Calderari

UX Como SAC

Richard Jesus
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Richard Jesus

Chegou a hora da nossa gente bronzeada mostrar seu valor

Guilhermo Reis
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Guilhermo Reis

Como foi seu dia de trabalho?

Paola Sales
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Paola Sales

Acessibilidade como ponte de empatia para o diverso

Livia Cristina Gabos Martins
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Livia Cristina Gabos Martins

Design como ferramenta de exclusão social

Diego Rezende
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Diego Rezende

O poder da visão holística e do posicionamento estratégico do UX

Priscilla Albuquerque
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Priscilla Albuquerque

Desenhando o futuro

Natalí Garcia
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Natalí Garcia

Eurocentrismo, Identidade e Negritude

Wagner Silva
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Wagner Silva

Os próximos desafios do design

Anderson Gomes da Silva
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Anderson Gomes da Silva

O que você precisa saber sobre métricas para ser um UXer com uma visão 20/20

Allan Cardozo
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Allan Cardozo

Dia da Marmota

Daniel Furtado
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Daniel Furtado

A natureza contraditória de um Product Owner

Hélio Basso
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Hélio Basso

A (in)visibilidade da acessibilidade e inclusão nos eventos de Design

Ana Cuentro
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Ana Cuentro

Design estratégico - como a percepção sistêmica torna meu trabalho mais eficiente

Vilma Vilarinho
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Vilma Vilarinho

É hora de falar de ética na construção produtos digitais

Ana Coli
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Ana Coli

Desenhar telas não vai salvar o mundo

Bruna Amancio
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Bruna Amancio

Design de produtos digitais em agências

Marcela Hippe
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Marcela Hippe

A visão cliente é o ponto de intersecção dos meus “dois mundos”

Denise Rocha
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Denise Rocha

Design como um todo

Roberta Nascimento de Carvalho
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Roberta Nascimento de Carvalho

O ensino do Design nos tempos de quarentena

Edu Agni
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Edu Agni

Como fugir da mediocridade

JP Teixeira
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
JP Teixeira

Machine Learning e UX: insights e aprendizados (até agora…)

Carla De Bona
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Carla De Bona

Caminhos; experiências e narrativas

Clécio Bachini
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Clécio Bachini

O que é o design centrado no usuário se não são as pessoas?

Priscila Siqueira de Alcântara
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Priscila Siqueira de Alcântara

Ética e Privacidade: UX Research em Cidades Inteligentes

Raquel Cordeiro
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Raquel Cordeiro

Vieses racistas: como combatê-los no design

Karen Santos
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Karen Santos

O criatividade das cavernas

Thalita Lefer
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thalita Lefer

How might we…. Como [nós, designers] podemos construir um 2020 para nos orgulhar?

Letícia Pires
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Letícia Pires

Os assistentes de voz e os desafios de desenhar interfaces conversacionais em 2020

Karina Moura
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Karina Moura
Design 2020 também está disponível como podcast.

Updates
periódicos!
Ouça no Spotify