Projetar para durar. Uma análise crítica da nossa profissão e dos produtos que projetamos

Filipe Landu Nzongo
Sr. Experience Design Consultant
,
Banco Votorantim
UPDATE:

A pandemia mudou tudo em 2020.
Por isso este artigo foi revisitado por quem escreveu em entrevista para o UXNOW com apoio da Deeploy.me

Imperdível!

Ouça este artigo

Artigo narrado por quem escreveu!

Bons projetos de design são caros, exigem muito dos designers. Imagine se o arquiteto Renzo Piano projetasse o Centro Georges Pompidou só para durar 5 anos? Provavelmente já teria desabado.

Agora imagine se a cada 3 anos o governo do Rio de Janeiro partisse a ponte Niterói e reconstruísse um novo? Imaginou? Pensou no impacto que causaria? Pois! É isso que está acontecendo com os produtos digitais atualmente. Redesign são feito o tempo todo e muita das vezes causam um impacto negativo nos usuários, que acaba refletindo nas receitas do negócio.

Recentemente estive pensando, se os arquitetos conseguem projetar para durar, por que nós designer de produtos digitais não projetamos com o mesmo propósito? 

Projetar para durar

Primeiramente deixa-me invocar um dos princípio de design mais atemporal pronunciado pelo designer alemão Dieter Rams “Good Design is Long Lasting” em português um bom Design é de longa duração.

Esse princípio mudou a maneira como eu penso e olho a nossa disciplina, acredito que o sucesso de um bom produto não se vê após seu lançamento, mas após sua vivência no mercado, a durabilidade de um produto conta muito, não só para as empresas como também para as pessoas que vão usá-lo.

Normalmente as pessoas (usuário) avaliam um produto em duas escalas:

  • Pragmática: Está relacionado a parte instrumental do produto, usabilidade, eficiência, clareza etc. 
  • Hedônica: Está relacionado a parte emocional do produto, prazer, alegria, etc.

Um design que combina esses dois aspectos destaca-se no meio da concorrência, cativa os usuários e capta atenção deles, a maioria dos produtos do nosso tempo não estão conseguindo fazer esse match de forma correta. Muitas vezes são produtos projetados apenas para atender as necessidades comerciais da empresa “ganhar mais dinheiro” e não melhorar a vida das pessoas para ganhar dinheiro, você entende essa diferença?

Um produto projetado para longa duração causa dois efeitos nas pessoas na minha opinião:

  1. Estabilidade: Um produto projetado para longa duração se tornará uma parte de você, estará lá para atender suas necessidades quando precisar. Os humanos estabelecem relação com tudo, até com objetos, esse comportamento de apego, conhecido como posse psicológica afeta sempre nossos usuários. Quem nunca ficou triste quando viu seu tênis estragando após longos anos de uso?

Quem nunca ficou chateado após o redesign repentino as vezes desnecessário de uma plataforma que usava por muitos anos?

Temos um exemplo aqui dos usuário reclamando do redesign do Google news, Link: https://memeburn.com/2017/06/google-news-update/ 

  1. Atemporalidade: Quanto mais tempo nós passamos com um produto, mais ele assume a marca de uso e não perde a sua identidade original. Aquele design que não é afetado pela moda ou surgimento de novos estilos. Existem vários exemplos da atemporalidade nos produtos físicos, como por exemplo, o desgaste do apoio de uma cadeira, perda de cor de um sapato, etc. Como é que a gente traz isso para o contexto digital? Fica a pergunta.
Se você fizer certo, durará para sempre  —  Massimo Vignelli, Designer italiano.

As pessoas quando pensam num design duradouro, elas pensam naqueles produtos que podem passar de geração em gerações, mas mantendo seu estado e propósito, independentemente do tempo ou pessoa. Em outras palavras um bom Design é aquele que transcende o tempo e nossas vidas e traz boas lembranças de um passado vivido, invocar memórias e sentimentos.

Acredito eu que é isso que Dieter Rams queria nos dizer nessa sua afirmação de que um bom design é duradouro.

A simplicidade no design é importante?

Eu pessoalmente sempre acreditei que a simplicidade é a chave para um bom design.

Entretanto para um design suportar e resistir ao teste do tempo e perdurar, ele deve e tem que parecer simples. Para alcançar essa simplicidade, o designer precisa de tempo à sua disposição:

  • Tempo para pensar
  • Tempo para pesquisar
  • Tempo para experimentar
  • Tempo para reavaliar
  • Tempo para planejar
  • Tempo para criar hipótese
  • Tempo para debater e refinar

Um bom design requer horas, dias, meses até anos.

No mundo do design da experiência do usuário as coisas são bem mais complexas, o designer precisa lidar com vários desafios tanto internos quanto externos para criar um produto digital que perdure, posso te adiantar que não é um trabalho fácil. 

Portanto, você designer deve entender que as escolhas de design impactam o desenvolvimento do produto e podem afetar significativamente o comportamento dos usuários e o ciclo de vida do produto em si. Um produto funcional, visualmente estético, atemporal, de alta qualidade e bem projetado é uma escolha sustentável.

Durabilidade e atemporalidade no Design Digital

Nos produtos digitais a durabilidade está ligada diretamente ao tempo de uso, relevância e ao prazer que ele continua proporcionando aos usuários finais, independentemente da época ou cultura.

Se seu produto continua relevante, funcional, esteticamente agradável e proporciona prazer no usuário, considera-o atemporal —  Filipe Nzongo

A durabilidade do produto tem que ser considerada sempre, durante o processo de desenvolvimento, um produto se torna atemporal quando não é abalado pelas mudanças do tempo. Fugir de tendências momentâneas também é uma forma de criar um design atemporal. 

Evite ornamentação desnecessária no seu design, seja simples ao aplicar estilos, seu cliente está pagando para você projetar um produto que vai durar e não um produto que será substituído ou redesenhado daqui há 1 ou 2 anos. Pense nisso.

Quero que você reflita, sobre o trabalho que você tem prestado e os produtos que você projeta.

  • Quando você está projetando leva em consideração a durabilidade do produto? Ou você quer que ele morra assim que for lançado?
  • Seu produto vai ser relevante daqui a 10 anos?
  • Seu redesign foi embasado por razões comerciais ou estratégicas?
  • Você está projetando para o consumismo ou bem-estar?
  • Será que podemos usar a durabilidade ou atemporalidade como uma métrica para avaliar um bom design? 

O profissional designer

Atualmente na minha concepção como designer, simplesmente não é suficiente concentrar-se apenas na funcionalidade e na estética do produto. Nossos objetivos internos devem estar alinhados com os objetivos externos, precisamos avaliar a situação de uma forma holística e não enxuta. Pois as vezes o nosso design acaba impactando não só os nossos usuários.

Hoje nos prendemos muito a metodologia e framework do que pensar realmente como fazer um bom design que se estabelece por muitos anos, nós designers precisamos entender que temos a capacidade de influenciar positivamente e negativamente os produtos que projetamos. 

Nossa disciplina está numa expansão exponencial, à medida que o design em se expande, o designer precisa ter visão holística do design e a capacidade de avaliar um bom design além da forma e função. 

Nós designers devemos nos estruturar e assumir um posicionamento não só estratégico como também futurista para evoluir a nossa disciplina e torná-la um fator chave e imprescindível para o desenvolvimento de produtos melhores.

O designer precisa entender que não é mais um solucionador de problemas, pois o design não tem um fim ele é iterativo, devemos trazer para as nossas discussões o papel importante que temos nessa sociedade digital e interconectada em que vivemos. 

Conclusão

Durabilidade do design é algo que designers deveriam considerar sempre em seus projetos. Não existe uma técnica específica para criar produtos duráveis, a durabilidade no design é sobre fazer boas escolhas de design, é sobre fazer design com criatividade e inteligência, é sobre usar analogia para tomar boas decisões de design levando em consideração o presente e o futuro. Não perca seu tempo seguindo moda pois a moda passa, um bom design segue uma linguagem.

Não perca novos artigos no site e no podcast!
Não quero mais ver isso
Patrocinado:
Dados computados com sucesso!

(Essa mensagem não foi escrita por um UX Writer)
Vixi Maria! Algo errado não está certo...

Pode tentar de novo?

Se não conseguir, pode memandar um email que eu coloco seu nome da neswletter nem que seja na base do papel e caneta!

Vitor Guerra
vitor@pulegada.com.br
Filipe Landu Nzongo
Sr. Experience Design Consultant
,
Banco Votorantim

Sou Designer com foco em UX Design, User Interface Engineering e HCI. Atualmente trabalho como Sr. Experience Design Consultant. Já realizei trabalhos para grandes empresas como Sulamerica Seguros, Claro Telecom, Multiplus, Santander, Febraban, Mitre, Banco Máxima, Jacto entre outros, estudo e me interesso por diversas áreas que me ajudam a ser um designer melhor.

A história por trás do Design 2020, via Design Team

O papel do designer está um pouco amassado. Como ele estará no futuro?

Caio Calderari
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Caio Calderari

Seu produto é honesto com o usuário?

Flávio Pires
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Flávio Pires

Acessibilidade com foco no usuário

Elias Fernandes
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Elias Fernandes

Como foi seu dia de trabalho?

Paola Sales
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Paola Sales

Caminhos; experiências e narrativas

Clécio Bachini
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Clécio Bachini

O criatividade das cavernas

Thalita Lefer
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thalita Lefer

Por que você precisa fazer a lição de casa

Mao Barros
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Mao Barros

O que você precisa saber sobre métricas para ser um UXer com uma visão 20/20

Allan Cardozo
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Allan Cardozo

O poder da visão holística e do posicionamento estratégico do UX

Priscilla Albuquerque
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Priscilla Albuquerque

Os assistentes de voz e os desafios de desenhar interfaces conversacionais em 2020

Karina Moura
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Karina Moura

Você não sabe nada

Bruno Rodrigues
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Bruno Rodrigues

Formação e organização de times de Design

Victor Zanini
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Victor Zanini

Vieses racistas: como combatê-los no design

Karen Santos
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Karen Santos

Mais atividades, mais designers (e mais dificuldades)

Guilherme Gonzalez
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Guilherme Gonzalez

UX Como SAC

Richard Jesus
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Richard Jesus

Designers em (form)ação

Thiago Esser
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thiago Esser

Empreendedorismo feminino em UX Design

Patricia Prado
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Patricia Prado

How might we…. Como [nós, designers] podemos construir um 2020 para nos orgulhar?

Letícia Pires
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Letícia Pires

Acessibilidade como ponte de empatia para o diverso

Livia Cristina Gabos Martins
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Livia Cristina Gabos Martins

Eurocentrismo, Identidade e Negritude

Wagner Silva
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Wagner Silva

Desenhando para gigantes

Fares Hid Saba Junior
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Fares Hid Saba Junior

Chegou a hora da nossa gente bronzeada mostrar seu valor

Guilhermo Reis
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Guilhermo Reis

A visão cliente é o ponto de intersecção dos meus “dois mundos”

Denise Rocha
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Denise Rocha

O bom design começa dentro de casa

Rodrigo Peixoto
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Rodrigo Peixoto

A natureza contraditória de um Product Owner

Hélio Basso
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Hélio Basso

Design como ferramenta de exclusão social

Diego Rezende
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Diego Rezende

O Design está morto. Longa vida ao Design!

Al Lucca
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Al Lucca

Aprenda a atender expectativas e nunca mais (ou quase) lide novamente com frustrações!

Marcelo Sales
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Marcelo Sales

Os próximos desafios do design

Anderson Gomes da Silva
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Anderson Gomes da Silva

A importância de UI Design em um produto digital e a sua relação com UX

David Arty
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
David Arty

Desenhar telas não vai salvar o mundo

Bruna Amancio
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Bruna Amancio

O que é o design centrado no usuário se não são as pessoas?

Priscila Siqueira de Alcântara
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Priscila Siqueira de Alcântara

Ética e Privacidade: UX Research em Cidades Inteligentes

Raquel Cordeiro
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Raquel Cordeiro

Escolhi ser designer no Brasil, e agora?

Bernardo Carvalho Wertheim
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Bernardo Carvalho Wertheim

Design de produtos digitais em agências

Marcela Hippe
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Marcela Hippe

Dia da Marmota

Daniel Furtado
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Daniel Furtado

Desenhando o futuro

Natalí Garcia
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Natalí Garcia

O ensino do Design nos tempos de quarentena

Edu Agni
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Edu Agni

O choque das gerações para a liderança de design

Rodrigo Lemes
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Rodrigo Lemes

Reflexões sobre desenho de experiências com Inteligência Artificial e voz

Melina Alves
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Melina Alves

Indo além das boas práticas de User Experience Design

Rafael Miashiro
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Rafael Miashiro

É hora de falar de ética na construção produtos digitais

Ana Coli
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Ana Coli

Vamos criar novos líderes?

Claudia Mardegan
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Claudia Mardegan

Uma visão holística de Acessibilidade, UX e Dados como soluções que atendam a todos

Liliane Claudia
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Liliane Claudia

Como fugir da mediocridade

JP Teixeira
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
JP Teixeira

Machine Learning e UX: insights e aprendizados (até agora…)

Carla De Bona
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Carla De Bona

A (in)visibilidade da acessibilidade e inclusão nos eventos de Design

Ana Cuentro
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Ana Cuentro

Design estratégico - como a percepção sistêmica torna meu trabalho mais eficiente

Vilma Vilarinho
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Vilma Vilarinho

O iminente estouro da bolha de UX

Thomaz Rezende Gonçalves
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thomaz Rezende Gonçalves

Os desafios da pesquisa compartilhada

Desirée Sant'Anna Maestri
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Desirée Sant'Anna Maestri

UX das Coisas: IoT, design e tecnologia na era dos dados

Thiago Barcelos
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thiago Barcelos

O Design System nasceu! E agora? Como manter ele funcionando?

Thaise Cardoso
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Thaise Cardoso

Design como um todo

Roberta Nascimento de Carvalho
Revisado após a pandemia
disponível em áudio
Roberta Nascimento de Carvalho
Design 2020 também está disponível como podcast.

Updates
periódicos!
Ouça no Spotify